Tendências 2022: o que são as NFTs e benefícios

Tendências 2022: o que são as NFTs e benefícios

Publicado por

Publicado a Dezembro 28, 2021

O ano de 2021 foi, sem dúvida, atípico para as pessoas, tanto para as suas vidas pessoais como para os negócios. Com a continuação do lockdown, campanhas de vacinação, crises políticas e novas variantes do coronavírus, alguns dos comportamentos já presentes na vida das pessoas em 2020 acentuaram-se, enquanto que outros começaram a indicar um retorno a uma vida um pouco mais livre. De qualquer forma, existem mudanças de comportamento que tendem a manter-se no futuro. Tendências 2022: o que são as NFTs e benefícios.

Como já pode ter lido, a Elife listou 10 tendências para 2022. Comportamentos que vão estar presentes no dia a dia das pessoas e empresas e que o poderão ajudar a tomar decisões para o novo ano. Hoje trazemos a última tendência sobre NFTs.

 

NFTs vão consolidar a migração ao mundo real

Hoje as NFTs (sigla em inglês para nonfungible tokens) são valores que existem primariamente de forma digital mas, estes tokens – que permitem o rastreio completo do produto e garantem sua autenticidade e originalidade desde a sua linha de produção até ao proprietário final, incluindo informações sobre pessoas que o possuíram, participantes no processo de criação e outras dados sobre o produto – podem agregar valor a produtos reais e fazer a sua migração ao mundo tangível.

Enquanto hoje, peças de arte, títulos de valor, e até mercadorias de luxo como ténis AR Gucci sneakers e jogos com produtos Louis Vuitton estão presentes num mundo feito de dados, plataformas como Autograph começam a surgir e a promover o encontro desta realidade com produtos físicos com bastante sucesso. Isto deve-se a fatores de exclusividade, capacidade de customização e de tracking garantidas pelas NFTs terem encontrado um especial apelo em certos grupos de clientes.

Gucci NFT sneakers
 
Gucci NFT sneakersGame Moblie Louis Vuitton

 

A Nike já começou a fazer isto quando criou em 2019 uma patente para os seus “Cryptokicks”. A plataforma permitiu aos clientes terem uma peça da marca 100% exclusiva e trackeável.

As NFTs também suportam a possibilidade de que a criação de produtos se diversique. Neste sentido, qualquer usuário poderia criar e registar uma nova cor de tinta, um meme que se produtifique, ou um novo desenho para ténis. Este universo colaborativo é interessante para a marca, que ganha infinitos parceiros de co-criação, e para o usuário, que ganha aspetos exclusivos, reconhecimento social e possibilidade de ganhos.

Além destas incursões no mundo real, há apostas de NFTs a gerar grande valor ao mercado de luxo. Num artigo da Forbes (em inglês), Dan Wallace-Brewster defende que a capacidade de ter todo o histórico de um produto e as interações que ele pode ter tido desde a sua criação com celebridades e artistas vai gerar um grande fator diferenciador e valor para peças exclusivas.

Garantir aos nossos clientes a capacidade de gerar versões exclusivas de produtos e de conhecer a fundo todo o processo produtivo de compra serão diferenciais importantes para empresas sobreviverem em um mercado com grande demanda por exclusividade e preocupação com a cadeia produtiva para produtos comuns, além de garantir a autenticidade da narrativa que vem associada a um produto de luxo.

 

Gostou de ler “Tendências 2022: o que são as NFTs e benefícios”? Para saber mais:

Why NFTs Could Be Luxury Retail’s New Frontier

Tom Brady is launching an NFT company

Louis Vuitton is making a mobile game with embedded NFTs

Gucci knows NFTs are hot, starts selling virtual sneakers

Nike now holds patent for blockchain-based sneakers called ‘CryptoKicks’

 

Por Breno Soutto, Head of Insights do grupo Elife