5 possibilidades oferecidas pela monitorização da concorrência

Publicado por

Publicado a Dezembro 10, 2018

Sim! É possível monitorizar a concorrência, além de que é uma etapa fundamental para estabelecer a sua estratégia no universo digital. Para o inspirar, seleccionámos 5 dicas para que possa optimizar A monitorização da sua concorrência:

1. Entenda os pontos fortes e fracos da concorrência em Social Media

Para criar campanhas de sucesso e marcar presença nas redes sociais é importante entender qual a prática do mercado. E a melhor estratégia é monitorizar as ações e campanhas dos concorrentes com resultados positivos.

Se o seu concorrente está a investir em causas sociais, valorizando as minorias ou consciencializando o público sobre cidadania, por exemplo, é válido pensar em estratégias que sigam esta linha de pensamento.

Sabe-se que não é bem aceite no mercado campanhas apenas com pessoas brancas, tendo em vista o país plural em que vivemos, por exemplo. As marcas estão a perceber aos poucos a força de campanhas que têm o cuidado de valorizar todas as classes e causas e como isso é bem aceite pelo público. O importante é estar atento ao que o mercado pede.

 

2. Conheça seu público (e os influenciadores da sua marca)

O seu público-alvo é o mesmo do seu concorrente. Monitorizar esse público torna possível entender como ele interage e é engajado por cada tipo de publicação, assim como quais são os seus interesses. Essa é uma porta de entrada estratégica para conhecer melhor quem são as pessoas com potencial de serem impactadas pelo seu conteúdo.

Ao criar um relatório com as bios dos internautas no Twitter e no YouTube, por exemplo, é possível descobrir como o seu público (incluindo os influenciadores da sua marca)  se descreve nestas redes e, por consequência, entender qual o perfil do seu nicho de atuação.

 

3. Veja qual o tipo de conteúdo que gera mais engagement

Links? Imagens? Vídeos? Muito texto? Pouco texto? Cada tipo de conteúdo gera uma repercussão diferente nas redes sociais. Acompanhando as publicações do seu concorrente é possível analisar aquilo com mais engagement e maior alcance. Assim pode testar qual a melhor fórmula que funciona para a sua marca e para o seu público.

No exemplo abaixo, os dados mostram que o McDonald’s engajam mais por meio de imagens, enquanto o Burger King tem o engagement distribuído entre fotos e vídeos. Se é um analista do Burger King, por exemplo, e percebe essa diferença, pode sugerir que a marca invista mais em imagens, já que este é o tipo de conteúdo com mais engagement na marca concorrente.

 

4. Analise as campanhas que deram certo

Agora já sabe quem é o seu público e quais os conteúdos que geram mais engagement, então o próximo passo é analisar as campanhas de sucesso do seu concorrente. Compare os seus conteúdos com os dele e veja o que teve maior aceitação pelo público. Se ele publicou um vídeo e viralizou, por exemplo, crie um conteúdo similar e analise como os internautas irão reagir.

Não é preciso copiar o que ele está a fazer (até porque isso é ilegal), mas sim estudar a sua estratégia: como ele atraiu o público-alvo para a publicação? Entendendo esse aspecto todo o resto flui melhor para a sua marca.

Com a métrica Top Posts do Analytics Pro, por exemplo, o analista vê num só lugar a lista dos principais posts da marca no período. Eles são ordenados por ordem descendente de acordo com o número de interações.

 

5. Faça uma comparação entre a sua marca e o seu concorrente

Depois de fazer toda a monitorização das publicações do seu concorrente, está na hora de entender como a sua marca se posiciona em relação a ele. Essa “batalha” de campanhas e marcas permite uma ampla visão sobre as suas métricas em comparação com o concorrente e ajuda-o a extrair insights sobre os pontos a serem aprimorados.

Na batalha que fizemos entre os canais do YouTube das marcas Nike e Adidas, observamos que apenas a  Nike teve crescimento de visualizações no período, assim como a Adidas teve um engagement negativo.

 

“Mas eu posso monitorizar qualquer coisa do meu concorrente?”

Sim! Qualquer fanpage do Facebook é monitorizável, assim como todos os canais abertos de YouTube. Além disso, todos os perfis públicos de Twitter permitem a recolha de dados pelo Buzzmonitor.

Pode usar dois módulos do Buzzmonitor para esta análise:

 

Ou seja, todas as informações públicas podem ser monitorizadas! Os únicos dados que não podem ser recolhidos são: mensagens de inbox e métricas privadas de dark posts (publicações patrocinadas não visíveis no feed da marca), além de grupos e eventos do Facebook e perfis de Instagram não administrados pela sua marca.

OBS: caso um dark post apareça no seu feed como “patrocinado”, basta usar o link daquela publicação e cadastrá-lo no Buzzmonitor! A partir daí conseguirá monitorizar um dark post do seu concorrente.

 

Como cadastrar as marcas do seu concorrente no Buzzmonitor

1. Vá até o módulo Gerenciar Projetos, dentro do menu Monitoramento.

 

2. Se não tiver termos específicos para a busca, não tem problema. Basta passar para a próxima etapa e cadastrar as redes sociais do concorrente. Clique nos ícones das respectivas redes sociais e prossiga cadastrando a página do Facebook, o perfil de Twitter e o canal no YouTube.

Aqui confere o post completo sobre como configurar a monitorização no Buzzmonitor.

 

Pronto! Todas as páginas, canais e perfis do seu concorrente estarão cadastrados e poderá começar a monitorizá-lo!

 

Fonte: Buzzmonitor